Identificação de Documentação Relevante para a Educação, Memória e Pesquisa sobre o Holocausto –Orientações da IHRA

Durante décadas, uma quantidade significativa da documentação relativa ao Holocausto e o seu contexto histórico foi dispersa, posta em perigo e, em muitos casos, tornada inacessível. Os nazis, os seus aliados e os seus colaboradores não se limitaram a assassinar judeus, Roma, (ciganos),  inimigos políticos e outras vítimas – procuraram também erradicar todos os vestígios e evidências de sua cultura e existência. Consequentemente, todo e qualquer documento relativo à vida dessas vítimas antes, durante e depois do Holocausto, é extremamente valioso.

Sobre as Orientações da IHRA para identificar documentação relevante para a investigação, educação e lembrança do Holocausto

Permitir o acesso aberto à documentação do Holocausto é importante, pois faz parte da declaração dos estados membros da IHRA “compartilhar o compromisso de lançar luz sobre as sombras ainda obscuras do Holocausto” e “partilhamos o compromisso de esclarecer os aspetos ainda desconhecidos do Holocausto. Tomaremos as medidas necessárias para facilitar a abertura dos arquivos de forma a assegurar que toda a documentação sobre o Holocausto está disponível para pesquisa.”

O objetivo destas orientações é proporcionar uma ferramenta unificada para a identificação de documentação relevante para a educação, memória e pesquisa sobre o Holocausto que possa dar auxílio a arquivos e outras entidades na avaliação das suas coleções e no acesso à documentação relevante. Para os países subordinados ao GDPR, essa definição também ajudará na implementação do Considerando 158, oferecendo uma definição prática do conceito “informações específicas relacionadas com o comportamento político sob regimes estatais anteriores, genocídio, crimes contra a humanidade, em particular o Holocausto.”

Este recurso foi lançado com um painel de peritos debate a 23 de março de 2022. Veja a gravação do evento de lançamento aqui.